O Processo de Seleção onde o Recrutador não vê o candidato

Se você já assistiu algum daqueles programas musicais onde os jurados escolhem seus candidatos sem vê-los, então você já tem uma noção do que é uma seleção às cegas. Essa nova modalidade de processo seletivo surgiu como uma forma de promover a diversidade e inclusão, eliminando escolhas tendenciosas.

Continue lendo “O Processo de Seleção onde o Recrutador não vê o candidato”

Não consigo encontrar trabalho!

É comum encontrar profissionais que estão há meses buscando uma recolocação, sem sucesso. Muitos, bem qualificados, mas que sequer são chamados para entrevistas e, quando são, não são aprovados.

Com as constantes negativas e o tempo passando, tem-se a percepção de que as opções se esgotaram e a sensação de impotência toma conta, o que prejudica ainda mais suas chances.

É importante saber que as opções nunca se esgotam. Faça uma pausa para olhar para o que você tem feito até aqui. Que ações tiveram resultados melhores; o que não funcionou; o que pode fazer diferente; e, o que você ainda não fez.

Tenha autocrítica e seja sincero consigo mesmo. Avalie suas estratégias: seu currículo está atraente, mostra seus resultados; você está se candidatando a vagas no seu perfil, está usando sua rede de relacionamento; como está sua performance em entrevista?

Cada ação realizada, independentemente do resultado, é uma oportunidade de aprendizado. Não se cobre demais, mas também não ignore suas falhas. Pense “fora caixa”, mude a estratégia quantas vezes forem necessárias até atingir seu objetivo.

Converse com amigos, se precisar, peça ajuda e não se deixe abater.

Quanto você está preparado para competir por uma vaga?

Por: Rômulo Machado

Participei recentemente de minha primeira corrida de rua, e o que me chamou a atenção foi o espírito dos participantes, não havia clima de competição, todo mundo vibrando e ansiosos por iniciar a prova e correr e correr.

Muitos como eu, pela experiência, mas outros no sentido de superarem suas marcas, não percebi ninguém se acotovelando, muito pelo contrário, vi muitos se ajudando e todos com o objetivo terminar a prova e receber a merecida medalha.

Mas o que isto tem a ver com quem está procurando trabalho?

Continue lendo “Quanto você está preparado para competir por uma vaga?”

Não se boicote na entrevista

Ao ser chamado para a entrevista fique atento para tirar o melhor proveito desta oportunidade.

É fundamental saber se posicionar, responder objetivamente às perguntas do recrutador e se mostrar disponível. Ser franco honesto e ético durante a entrevista é essencial.

Existem muitos comportamentos que não são adequados em um processo seletivo e, por isso, podem lhe prejudicar. Podem, inclusive, resultar em sua reprovação, independente das competências que você possui.

Destacamos aqui alguns deles, que são muito comuns:

  • Falar mal / queixar-se de ex empresas, ex chefes, ex colegas de trabalho – você está na entrevista para falar de você e não dos outros;
  • Falar demoradamente sobre qualquer assunto que seja – seja objetivo na medida certa, fornecendo informações, mas sem se estender demais (nem de menos);
  • Arrogância – entenda que é diferente de autoconfiança;
  • Querer demonstrar intimidade forçada com o entrevistador – ele não é seu amigo, ele está lhe avaliando.

Seja profissional. Opte pela discrição, postura segura e simpatia e aumente suas chances de sucesso.

Mostre disponibilidade em um processo seletivo

Como todos sabemos, os processos seletivos costumam ter diferentes etapas, o que os tornam, muitas vezes, demorados.

Desde o primeiro contato do recrutador até o fechamento da vaga (que pode ser com você ou não), pode levar inclusive mais de um mês. Independente disso, se você realmente tem interesse na vaga, tenha paciência.

Fazer follow up é adequado, mas ficar cobrando o recrutador insistentemente não vai lhe ajudar.

Outra coisa, esteja disponível para participar de todas as etapas do processo seletivo. Não coloque dificuldades, não se atrase e não falte. Demonstre comprometimento.

E, por fim, infelizmente, nem sempre os recrutadores dão retorno negativo, o que é muito ruim, mas não desanime. No caso de não ter sido aprovado, não se deixe abalar. Tenha disciplina que em breve seu momento irá chegar.

Você está buscando uma recolocação, mas sequer é acionado pelos recrutadores?

Pois saiba que, provavelmente, o seu Curriculum não está chegando na pessoa certa.

Desenvolver um Curriculum atraente significa pensar estrategicamente: O que os recrutadores buscam? Como eles pensam? O que avaliam?

Pense também como seria se você estivesse contratando uma pessoa com seu perfil. O que qualificações você iria avaliar?

Para isso, seguem algumas dicas:

  • Coloque no CV de forma clara quais são os seus objetivos profissionais;
  • Recheie seu texto de palavras-chave – pense como os recrutadores pensariam;
  • E, prepare-se para o processo seletivo – ao ser acionado, não perca essa chance por não saber como se portar.

Anote essas dicas e boa sorte!

Qual seu papel no processo seletivo?

Em um processo de seleção, a responsabilidade da contratação de um novo profissional é mútua entre o RH e o gestor da área. E, justamente por ser uma responsabilidade compartilhada é que ambos devem ter condições de conduzir esse processo, cada um no seu papel, mas com seus respectivos graus de importância.

Continue lendo “Qual seu papel no processo seletivo?”